O Fiasco do “Black Friday” lá fora… o sucesso cá dentro (?)

black_friday_fiasco

Segundo o site Engadget, nesta época os “retailers went from ‘Ho-ho’ to ‘Uh-oh’ to ‘Oh-no.'”. Aparentemente a quebra de vendas foi geral, e nada escapou.

Já por Portugal o El Corte Ingés decidiu fazer uma versão Portuguesa do Black Friday. Um sucesso para o El Corte Inglés, segundo declarações dos mesmos ao Diário Económico.

“Black Friday” do El Corte Inglés provocou contudo uma onda de contestação pelos comerciantes.

Aparentemente para os comerciantes o El Corte quebrou a lei dos saldos, e segundo o El Corte, foram apenas promoções ocasionais devido a cooperação com os fabricantes/fornecedores. No meio de tudo isto quem ficou a queixar-se foi o comércio tradicional, e a ganhar os consumidores.

Afixação dos Preços Combustíveis nas AEs / Online

Este fim de semana ao passar por várias AEs reparei que se encontravam nas bermas várias plaquinhas amarelas a dizer “Brevemente informação do preço do combustível”.  Este reparo conjugado com a disponibilização dos preços de combustíveis online deu origem a este post, onde consegui encontrar muitas curiosidades, que me passaram algo despercebidas até agora…

Ao que parece, (!!) o Governo decidiu dar provimento à proposta apresentada pela Autoridade da Concorrência, em Novembro de 2004, no sentido de incumbir as concessionárias das auto-estradas da tarefa de manter e actualizar painéis com informação referente ao preço praticado nos postos de abastecimento de combustíveis” segundo o site da ANTRAM, no que resultou a criação do Decreto-lei n.º 170/2005.

O acima parece no entanto ter sido matéria de contestação geral, “depois de vários anos de conversações, tenha sido possível as concessionárias e as gasolineiras chegarem a acordo sobre quem deve pagar os custos da instalação e inserir os dados”. (in Jornal de Negócios)

Assim de forma a terminar a polémica, o executivo em 5 de Junho de 2008. aprovou em conselho de ministros o decreto-lei 120/2008 no qual  Os postos de abastecimento nas auto-estradas vão ser obrigados a indicar o preço a que estão a vender os combustíveis e, no mesmo painel, a compará-lo com o valor praticado nas três bombas que se seguem.”. Após esta trapalhada de vários anos, os ditos painéis estarão a funcionar no final de Fevereiro justificando assim o aparecimento das plaquinhas amarelas em que reparei no fim de semana.

Não obstante o magnifico trabalho feito este ano pela equipa do maisgasolina.com, o governo anunciou também recentemente que os fornecedores iriam ser obrigados a publicar os preços dos combustiveís online.

Resultante do Decreto-Lei n.º 243/2008, é agora exigido a colocação online no site da Direcção Geral de Eneregia e Geologia dos preços praticados pelos revendedores de combustiveis. Segundo notícia que li na  Agência Financeira a medida vai ser dificil implementação, dado que os postos mais pequenos não vão ter capacidade de actualizar os preços online, e com todos os problemas que daí virão, indicam que apenas é uma habitual de medida de caça á multa.

Apesar de todas as desvantagens, é no entanto de saudar esta medida, que assim passa a obrigar a anunciar os preços de forma a tornar claro e mais transparente os preços praticados pelos revendores de gasolina e gasóleo. Especial interesse dado que estes dados serão oficiais, colocados pelos fornecedores, contráriamente ao maisgasolina.commaisgasolina.com em que os dados disponiveis assentavam numa BD criada pelos consumidores.

Assim a verdade é que conforme é indicado no site: ” Com a publicação do Decreto-Lei n.º 243/2008, de 18 de Dezembro e do despacho n.º 32631/2008 do Director-Geral de Energia e Geologia da mesma data, passou a estar disponível, nesta página, informação actualizada sobre um sub-conjunto de postos de abastecimento de combustíveis para veículos rodoviários, prestada a título facultativo. De acordo com os prazos definidos na lei, a partir de 16 de Fevereiro de 2009, a página deverá contar com uma informação completa e actualizada, com um carácter obrigatório. ”

Hoje é dia 29 de Dezembro, no entanto já se pode ver alguma informação no site em http://www.precoscombustiveis.dgge.pt/

[VER MAIOR]
[VER MAIOR]

Estranho é na verdade, como é que um decreto lei publicado a 18 de Dezembro de 2008 para entrar quinze dias depois, e que segundo os fornecedores pouco ou nenhum tempo dá para preparar esta nova iniciativa, já têm um site e estrutura montada para receber a informação. Muito pelo contrário, os painéis de informação nas auto-estradas andaram anos para ver a luz do dia, e ao que tudo indica estão para breve. No meio de toda esta confusão de DLs aplicados, por aplicar, criados, enfim… é este o país que temos.

As coisas andam devagarinho, mas lá vão andando ! E se são boas são sempre benvindas !

Para recordar: O Benfica vs Nápoles no Sapo

andava eu aqui entretido com o OpenId e o Sapo até que bati neste texto no blog do Celso Martinho já algo antigo, mas que não deixa de ser deveras interessante.

dnsapopt_20081004_cartoons_bandeira

[Imagem DN – Cartoon de 4-10-2008]

Referente ao Benfica vs Nápoles,  estive a ler, dado que até ao momento desconhecia a magnitude de toda a infra-estrutura que tinha sido preparada para esta transmissão, e após tal podemos constatar todas as maravilhas técnicas feitas pelas equipas da PT para levar pela Internet fora este jogo até todos:

Algumas estatisticas que podem ser vistas em detalhe visitando o blog:

“- 16 servidores com 3Gb/s de capacidade e mais de 4500 streams em alta qualidade e H.264, cada um.

– Infra-estrutura de rede local capaz de debitar 40Gb/s.

– Ultrapassámos os 60.000 streams em simultâneo na segunda parte do jogo (não ultrapassamos antes porque fomos conservadores e fomos abrindo a torneira ao longo do tempo). Usámos Flash9 com H.264 e streaming em rtmp.
– Mais de 270.000 pessoas tentaram ver o jogo.”
Um post interessante a ler, onde o Celso conta algumas curiosidades, e resultados, decorrentes da transmissão do jogo do Glorioso, que podem desde já servir para tecerem algumas opiniões próprias acerca da “internet” em Portugal, agora que cada vez mais se fala na fibra…. dado que a bolha está prestes a rebentar. Vejamos como será o próximo ano.

Usando o Sapo como fornecedor de Serviço Openid com o vosso domínio

O António Campos lançou recentemente na comunidade WordPress um plugin – o Sapo OpenIdHeader – que permite usar o Sapo como fornecedor do serviço OpenId.

Trata-se de um plugin completamente integrado com o WordPress e que permite a configuração do vosso user criado no OpenId do Sapo em conjunto com o vosso dominio de blog WordPress.

Além de ser um projecto interessante, é um projecto Português ! Acima de tudo foi feito por ele com um intuito muito especifico: inovar e aprender – “A criação deste plugin serviu também para aprofundar os meus conhecimentos em WordPress, foi escrito de raiz isto dificultou bastante a tarefa, mas soube bem ve-lo a funcionar correctamente.”  dado que é uma área a que dou bastante valor, aqui fica a  minha referência  a tal no meu blog.

De forma genérica, para usar o seu próprio URL como identificador de OpenID , é necessário editar a secção <HEAD>da sua página ou template e adicionar algo como o abaixo de forma a delegar no Sapo o fornecimento do serviço de OpenId:

<link rel=”openid.server” href=”https://openid.sapo.pt/endpoint/”>
<link rel=”openid.delegate” href=http://openid.sapo.pt/user/usernameopenidsapo>
<link rel=”openid2.provider” href=”https://openid.sapo.pt/endpoint/”>
<link rel=”openid2.local_id” href=”http://openid.sapo.pt/user/usernameopenidsapo“>

Resta dizer que isto funciona não só para o Sapo, mas como para qualquer fornecedor de serviços OpenId.  No meu caso especifico, o durao.net funciona como endereço openid, sendo o serviço de OpenId assegurado pelo “meu” openid.durao.net

 

WordPress: Como esconder páginas no cabeçalho do blog

Apesar de já me ter despedido para o Natal, fica apenas um post rápido, relativamente a como esconder páginas no cabeçalho de um blog em WordPress.

Alguns templates permitem fazer isto via menu, contudo para os que não permitem aqui fica o como de forma a tornar possível apenas mostrar as páginas desejadas no topo e não todas:

  1. Abrir o editor de temas, e editar o “header.php”
  2. procurar por “wp_list_pages(‘title_li= …);”
  3. substituir por “wp_list_pages(‘title_li=&depth=1&include=ID1,ID2’)” sendo ID1 e ID2 o número do ID das vossas páginas a mostrar

Os Ids podem ser vistos no editor de páginas sendo que ao passarem com o rato por cima do título da página poderão ver algo como http://urldoblog/wp-admin/page.php?action=edit&post=205” . Ora o 205 é o vosso ID.

Em vez de include se colocarem exclude passam “apenas” a mostrar todas as páginas, excepto as indicadas.