José Sócrates e Manuela Ferreira Leite

Ontem finalmente tive tempo, para na medida do possível ver um debate. Não vi tudo, e nem sempre tudo o que vi o vi com atenção, mas gostei do que vi.

Mesmo assim, acho que faltou energia naquele debate, uma energia ao estilo do Portas ou do Louçã, apesar do muito que se têm falado destes dois por aí.

socrates-ferreiraleite-debate-sic1

Pelo que vi, eu e outros Portugueses, não foi suficientemente esclarecedor…. não sei porque não os debates maiores. Era exaustivo? Sim… concordo, mas veríamos as verdadeiras capacidades dos candidatos. Sinto que aqueles cronómetros não os deixam dizer tudo o que querem, e quando vão começar a falarem, e estão no ponto (“quente”) … enfim há que passar a outro tema.

Parece-me ponto assente, e tal como a MFL disse que é impossível o entendimento com  JS: existem demasiadas divergências entre as formas de fazer e ver a politica entre os dois. Achei curiosa a atitude de JS ao defender-se de tal afirmação e o interesse eram os Portugueses… mas na realidade todos sabemos bem como estas coisas são.

Dia 27 veremos…. Mas a verdade é que as sondagens mostram que podem haver novidades, já para não falar num BE que se afigura como a maior 3ª força política em Portugal, tirando umas trocas do Louçã nas contas, e aquela novela da Joana Amaral Dias (que parece ter custado caro á mesma) até têm estado muito bem.

Fica o link para o “resumo” no Expresso – http://aeiou.expresso.pt/-socrates-vs-manuela-ferreira-leite=f535380

Quem tiver pachorra para politiquices sabe onde ir ler.

2 thoughts on “José Sócrates e Manuela Ferreira Leite

  1. Phumph, é uma pena que as pessoas se virem para a esquerda quando as coisas estão más :o\

    Não há nenhum país próspero de esquerda (tanto quanto sei).

    Os partidos de esquerda são, maioritariamente, importantes para destabilizar e nada mais!

    Hugz,
    Luís

  2. Disseste tudo, basta ver o que aconteceu nos países de esquerda…

    Infelizmente e apesar de reconhecer que algumas ideias são interessantes, os ideais de esquerda e a favor de nacionalizações e de reinvidacações de tudo e mais alguma coisa estão um pouco longe dos actuais modelos das sociedades (*capitalistas*).

    Mas lá está é como tudo: é bom haver esquerda, centro, e direita. Deveria ser de um brainstorming destes todos que o país deveria ser governado, e não apenas das ideias de um – é por isso que não concordo com maiorias absolutas, e acho que eles têm de falar entre eles, fazer cedências uns e outros em outras vezes. Era mais eficaz.

    Abraço

    ED

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *