O fim do Nokia Sports Tracker

Hoje recebi um alerta que achei importante. Um email no meio de tantos outros mas que fui verificar.

O serviço Sports Tracker da Nokia, que permitia a quem tivesse um Nokia com Gps guardar o seu percurso, e fazer umas stats mais engraçadas foi descontinuado.

A boa notícia é que em sua substituição irá haver um novo, Nokia non related (mais ou menos). O Sports Tracker é o novo serviço, e que segundo se pode ler:

Key facts

· Sports Tracking Technologies was founded 2009 by Ykä Huhtala, Jussi Kaasinen and Antti Sorvari, after a successful spin-off from Nokia
· Headquarters in Helsinki, Finland
· Nokia Sports Tracker beta was released in 2007 by Nokia and it has millions of users worldwide
· Sports Tracker for Nokia S60 5.0 touch phones was released by Sports Tracking Technologies in April 2010

Ou seja, para mim não deixa de ser mais do mesmo, e o que me deixa algo preocupado é que algo que até agora era simples e gratuito, poderá eventualmente num futuro ser um serviço comercial, dado que se não é subsidiado pela Nokia o dinheiro deverá ter de vir de algum lado.

Por outro lado a plataforma ao ser Non Nokia related passará a estar no futuro disponível para outros utilizadores, pelo menos assim fará sentido.

Mas claro, o facto de um dia ser um serviço pago, poderá acabar com o modelo. A não ser que se sustentem de publicidade, por muito bom que seja o Open Source e as suas tecnologias, têm de haver dinheiro para as pessoas dos projectos viverem… sem isso acontecer o mundo não gira.

Portanto, para quem já usava o Nokia Sports Tracker têm até 31 de Agosto para importar os seus percursos para estava nova ferramenta, depois provavelmente… esqueçam-nos.

Appdev on Facebook

Mais um rabisco aqui no bloco de notas:

já me vinha intrigando como raio funcionavam as aplicações no Facebook. Cada vez são mais, uma melhores outras piores, e vai daí decidi ir espreitar.

Ora nada melhor que começar em http://developers.facebook.com/ para se ler umas coisas.

No fundo isto das Apps no Facebook.com que era o que me interessava até nem é mesmo nada de especial. Criar a app, configurar e pronto.

Um pequeno pedaço de código em PHP já permite fazer algumas coisas. Claro que óbviamente há coisas muito mais avançadas, e esta não é uma delas !

Resumindo… todo este esforço permitiu criar a bola de cristal, um simples script que acede a alguns dados do utilizador e os mostra. Completamente inútil, mas serviu para explorar o funcionamento destas apps.

E pronto… agora já posso partir para a concretização de uma aplicação útil. A ideia já a tenho, só me falta mesmo é tempo, e estudar a forma de a fazer.

A internet e as compras: Comprar Online @ Jumbo

Não é publicidade, ou nada parecido, e vêm na sequência de experiências de encomendas online tais como a Pizza Hut, ou a Telepizza.

Ontem, na sequência do meu aniversário, decidi aproveitar o vale de oferta de 10 euros que tinha recebido por email para utilizar este serviço. Já me tinha registado no passado, mas quando constatei que a taxa de serviço de entrega eram 6 EUR não o cheguei a usar, especialmente dado morar a cerca de um quilómetro do hipermercado.

Mas pronto, desta vez decidi experimentar: ora mais simples não podia ser – ir ao site do Jumbo, e tal como numa Pizza se escolhe o que se quer, simplesmente aqui o processo é o mesmo. Escolhemos o que queremos, adicionamos ao carrinho.

O interface do utilizador é simples e intuitivo, apesar de não gostar muito da barra slide (mas isto é uma preferência pessoal, dado ser algo adverso ao flash) que dá acesso ás grandes secções, é muito simples de usar e escolher os produtos.

É só escolher o que se quer, escolher a quantidade, e adicionar ao carrinho. Convêm estar atento nos produtos a peso, como frutos, ou peixes frescos em que se escolhe as unidades desejadas, sendo que cada unidade têm um peso médio anunciado no artigo.

Caso se ache a imagem do produto pequena, ou se queira ver mais detalhe, basta carregar no produto para ver o seu detalhe.

E pronto…. após escolher tudo estamos em condições de terminar. Escolher o período de entrega, pagar, Online com cartão, ou Offline (julgo que trarão um POS?!?).

Basta agendar o período de entrega, no meu caso escolhi ontem pelas 22 horas a entrega hoje no período das 20 ás 23h e restou-me esperar.

Eram cerca de 21.45 quando chegou a carrinha, subiu com as compras e me deixou tudo aqui em casa.

Seis euros poderá em primeira instãncia parecer um valor elevado, mas tendo em conta que segundo me indicam conhecidos habitualmente haverem promoções (neste momento mais de 125 € têm um desconto de 50% na taxa de entrega), basta planear as coisas devidamente e por três euros é um excelente serviço: fácil de usar, escolher e esperar a entrega. Evitam-se filas, deslocações, passeios dentro do hiper, e multidões de pessoas.

Ainda me deram duas ofertazinhas, e tudo veio super fresquinho: os peixes, e os gelados que encomendei, que sabem óptimamente.

Recomenda-se ! E outras pessoas conhecidas que já usaram também recomendam. Com diz uma amiga “só não ter que carregar com os sacos vale esse dinheiro (a taxa de entrega)”.

Ainda o Windows 3.11

Na sequência do post de ontem acerca da instalação do Windows 3.11 o Luis Silva sugeriu a instalação do Windows 3.11 com o DosBox.

Ora fui experimentar e é de facto bem mais simples… pena é não ter rede.

A instalação é simples e é feita assim, sendo que no meu caso uso Windows 7 x64:

– Instalar o Dosbox para “c:\Program Files (x86)\DOSBox-0.74” e criar dois subdirectórios para utilizar como drive “c:” e drive “d:” C:\DOSBox\DiskC e C:\DOSBox\installs

– Adicionar as linhas de mount no “dosbox.conf” para fazer o mount automático destes directórios e alterar o teclado para Português.

Para tal executar o bat “DOSBox 0.74 Options.bat” que está em c:\Program Files (x86)\DOSBox-0.74 e na secção abaixo acrescentar os mounts:

[autoexec]
# Lines in this section will be run at startup.
# You can put your MOUNT lines here.
mount c: “C:\DOSBox\DiskC”
mount d: “C:\DOSBox\installs”
c:
keyb po

– Pode encontrar o Windows 3.1  no Classic Gaming, ou utilizar este do Baixe.Info que está em Espanhol e têm ainda o MSDos 6.22 (essa bomba que não vai ser necesária neste caso dado que o DosBox serve perfeitamente) e copiar os conteúdos de todos os subdirectórios (Disk1, Disk2 … , Disk7 para “C:\DOSBox\installs”, executar o Dosbox, mudar para a drive “d:” no Dosbox e correr o setup.exe ou instalar.exe (Windows do Classic Gaming ou Windows do Baixe.info)
Agora sempre que quiserem arrancar com o Windows 3.1 basta (após entrarem na shell do Dosbox):
cd windows
win
E faço das palavras do Luis as minhas: “E está pronto a usar! (o que quer que seja que alguém faça hoje em dia com o Windows 3.1 :oP).”

Nem perdi muito tempo a configurar o DosBox mas o 58 MB livres que ele têm são mais que suficientes para esta “coisa” correr…. na altura discos de 20MB e RAM de 4MB  eram luxos (se não estou em erro!)

Mais uma vez… para rede julgo ser necessário o VirtualBox, mas penso que ninguém precisa disto para navegar na net hoje em dia 🙂

Até se encontram coisas que na altura eram …. como hei-de dizer… impensáveis? São hoje banais acessos VPN 🙂

Como podem imaginar isto é uma tarefa super demorada… quer instalar o DosBox (1 clique), quer instalar o Windows em sete disquetes (ui!). Para bem da humanidade e da sua sanidade mental esclareço que gastei o triplo do tempo a fazer este post do que a instalar o Windows 😛

E pronto… já chega de brincar com o Windows 3.11. Altura de voltar ao presente e fazer algumas tarefas domésticas 🙂 Divirtam-se.