O fim das negociações do Orçamento de Estado 2011

Acabo de ler via Jornal de Negócios que as conversações chegaram ao fim.

Independentemente das versões, o que me entristece é a posição inflexivel.

Temos um Governo autoritário, bem ao estilo habitual, e que insiste em querer mandar sozinho, quando não têm maiorias.

O ministro das Finanças garantiu hoje que se não houve acordo com o PSD foi porque lhe foram apresentadas propostas que não garantiam a redução do défice para os 4,6% prometidos a Bruxelas para 2011. Acusou ainda os sociais-democratas de quererem “esconder” despesa no Orçamento do Estado para o próximo ano.

Aliás, sinceramente não percebo mesmo para que servem os restantes partidos, se apenas um têm a postura do quero posso e mando.

Por mim, e indo mais além da minha ideia que deveriam reduzir os deputados para os 180 minimos que a constituição permite, deveriam eram dispensar todos os restantes excepto o partido que governa…. não ia dar tudo ao mesmo?

Teixeira dos Santos acusou ainda o PSD de ter entrado nestas negociações “a contra-gosto”. “Não veio por vontade própria, mas porque não pôde ignorar a pressão que lhe foi imposta”, disse o ministro, referindo-se implicitamente a Cavaco Silva, que entretanto convocou o Conselho de Estado para esta sexta-feira.

Catroga queixou-se ainda de o ministro das Finanças ter faltadoao prometido e tê-lo deixado ontem “a secar” e “sem qualquer contacto”, após possivelmente ter falado com o primeiro-ministro.


“Até ontem, eu ainda achava possível um acordo”, mas “depois de estar aqui a secar quatro horas, tive um problema familiar e fui para casa. E hoje apresentou-me [Teixeira dos Santos] uma contra-proposta final, que não era passível de negociação”. E neste contexto “sou obrigado a chegar à conclusão que, perante esta posição inflexível do Governo, a minha função deixou de fazer sentido”, disse no Parlamento, encerrando um ciclo fracassado de cinco dias de negociações com a delegação do Governo.

Para mais, basta consultarem um qualquer jornal, ou mesmo online. Penso que informação não vos faltará por aí…. os próximos dias serão ricos nela, e imagino que encherão páginas de jornais.

One thought on “O fim das negociações do Orçamento de Estado 2011

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *