Samsung Galaxy S with “Official” Gingerbread 2.3.3

Gentlemen, start your engines!

GT-I9000_detalhe

It will be a busy weekend to who owns a Galaxy and decide to flash it with latest leak from Samsung.
As announced in XDA it’s supposed to be the official one, as it as has been download by some user from Samsung repair services website.

Races already started, and probably this will be some of the mosted visited threads in XDA, guessing by latest examples from Gingerbread Beta, or Froyo, leaked to one of the most popular phones of the moment.

More info:

Started original as a version to be on Rom Kitchen – http://forum.xda-developers.com/showthread.php?t=817703

But is as been released to public in another thread – http://forum.xda-developers.com/showthread.php?t=1009177

SamFirmware has it too already in their website – http://www.samfirmware.com/

 

So start to download it at your own risk.  You may end with a brick in your Desktop 🙂

 

O que fazer com Leds

Comprei recentemente um arduino. Ora o tempo não têm sido muito, e o pouco que lhe toquei optei por fazer umas pequenas brincadeiras.

A primeira vez resumiu-se a dois leds a piscarem em alternãncia. Não tinha mais material para fazer nada, pelo que não pude fazer muito mais.

Sábado consegui fazer mais uma pequena brincadeira. Desta feita fiz uma sequência de seis leds em sequência terminada para uma melodia. Nada de especial eu sei, mas foi apenas por brincadeira. Quando tinha quinze anos para fazer um sequenciador assim tinha que ser com um IC para fazer uma sequência, e mais um 555 para fazer um clock.

Hoje em dia, com meia dúzia de linhas de código faz-se tudo isto:

Um colega meu curiosamente manda-me esta imagem:

Olha assim de repente parece-me uma aplicação muito interessante para os leds. Qual seria a mensagem que trazia implicita no email?

Homens da Luta vencem Festival da Canção

Ontem quando passei pelo canal 1 estava a dar estes “pseudo” vencedores. Sinceramente não acho grande piada ao festival da canção, e realmente não percebo porque temos tão boas músicas Portuguesas, mas a representação é sempre fraquinha.

Ontem quando vi estes vencedores fiquei precisamente mais uma vez com essa sensação… mas mais ainda!

Não que tenha nada contra os artistas, porque certamente têm o seu brio: compuseram uma música, com todo esse trabalho, conseguiram tudo o resto, e acima de tudo tiveram a inteligência de conseguir uma com que ganhassem o dito festival. Uma espécie de vitória psicológica obtida com recurso à paródia.

Vídeo:

Pressinto que estamos a cair no ridiculo. Tal como o Brasil votou no palhaço Tiririca como forma de protesto, parece-me que se está a fazer isto por cá. A prova disso é como esta canção ganhou o festival. Contráriamente ás escolhas de pessoas acreditadas e com provas dadas que constituíam o júri distrital, o povo por telefone escolheu uma outra música, um pouco à Big Brother ou Casa dos Segredos.

Se nem nós próprios somos sérios como queremos que os outros lá fora nos olhem como sérios e nos respeitem?
Sinceramente o meu receio é que isto se espalhe à política e qualquer dia tenhamos governantes a decidir os destinos destes país só porque os elegeram “just for fun”.

Basta ler umas notícias por aí e acompanhar as redes sociais e vê-se que há muita gente a comentar precisamente isto. Uns criticam, outros apoiam, mas claro cada um têm direito às suas opções.

In Sábado Online

A canção ‘Luta é Alegria’, dos Homens da Luta, venceu o Festival RTP da Canção graças ao voto telefónico, depois de os júris distritais terem dado vantagem a ‘São os Barcos de Lisboa’, do cantor Nuno Norte..

A letra da canção vencedora, preferida por 28 por cento daqueles que votaram pelo telefone, foi escrita por Falâncio, que anunciou a presença dos Homens da Luta na manifestação da Geração à Rasca, que irá percorrer as ruas de Lisboa no próximo dia 12.

Os Homens da Luta irão representar Portugal em Dusseldorf (Alemanha) a 5 de Maio, garantindo que o Festival da Eurovisão irá ouvir cantar “contra a reacção”.Assim que soube qual a música vencedora, ouviram-se apupos da plateia, que esvaizou rapidamente o Teatro Camões, em sinal de protesto pela escolha. Já os restantes concorrentes do festival aceitaram calmamente a vitória dos Homens da Luta.

Basta repara como uma fantástica música dos Deolinda que foi considerada como o ícone de uma geração foi rápidamente substituída por esta versão dos mesmos autores que agora ganham o festival, para se perceber a apetência de algumas pessoas por este género de ridicularização.

Vídeo: Que parvo que eu sou – Homens da Luta

Agora comparem com isto..

Qual é a forma mais inteligente de passar a mensagem?