Gadgets: Ainda o medidor de consumos energéticos Envi da Current Cost – Parte II

No decorrer dos vários pedidos do João que tinha no outro post, desta vez coloquei um lembrete no calendário, e finalmente fui tirar valores do contador da EDP para conseguir fazer continhas.

O medidor de consumos Envi da Current Cost, vendido em Portugal pela Home Energy é uma ferramenta poderosa. Essencialmente a grande mais valia que vejo nele é dar-me o consumo instantâneo do consumo em casa, e com isso conseguir tirar algumas ilações.

Graças a ele ja percebi quanto gastava o meu Ar Condicionado, ou até mesmo o chão radiante, cujo alguém que supostamente o montou, tinha dito a outro vizinho que isto não gastava nada.

A grande falha a meu ver é no facto de não se conseguir saber quanto gastámos de X a Y, isto porque as ferramentas que existem online permitem apenas tirar amostras de Z em Z minutos, pelo que percebi do seu funcionamento. Não é uma falha, mas como esta amostragem tão espaçada os valores saiem deturpados.

Seria preciso um software que permitisse ler constantemente o valor que sai do XML da porta do ENVI, o colocasse numa BD e a partir daí fosse possível fazer “continhas”, mesmo sabendo que ele faz amostragens não continuas mas de 6 em 6 segundos.

Possivelmente haverá algum software que permita tal, mas ainda não tive muito tempo para me debruçar sobre esta matéria, dado que o meu interessava aqui é conhecer os meus consumos instantâneos, e por isso tenho os valores a serem publicados no Pachube, e até aparecem no Twitter numa conta na qual publico estes valores e temperatura (proof of concept only!).

Dada esta lacuna, a única hipótese seria utilizar os contadores que o mostrador do Envi têm e que mostram os últimos consumos de:

  • 1 dia
  • 7 dias
  • 30 dias

e foi precisamente com este de 30 dias que trabalhei. Assim tirei os valores do contador da EDP a 12/05 e pensei eu em os tirar a 12/06 ( na altura nem pensei que a diferença eram 31 dias e não 30 dias, mas também o erro introduzido não me parece significativo por tal… já explico o porquê).

Assim segundo o contador da EDP de 12/05 a 12/06 gastei 157KW. Segundo o contador do Envi gastei 193KW. Ou seja a diferença de 36 KW entre o contador da EDP e os valores do contador do Envi representam uma diferença de 23%,  quase mais 25%.  Mesmo que tivesse considerado 30 dias de EDP, e não os 31 como fiz com este estudo esta diferença ainda subiria, daí o referenciar 25%….

A Current Cost elucida que tal como o uso, a ideia é medir consumos instantâneos e evitar gastos supérfluos, dado que a amostragem do dispositivo é de 6 em 6 segundos, enquanto o contador da EDP factura de forma continua.

Possivelmente os motores de frigoríficos, bem máquinas de lavar roupa e loiça deverão ainda condicionar este tipo de medidas dado o seu comportamento indutivo, e talvez o Envi meça na realidade a potência aparente gasta, enquanto o contador da EDP indique a potência real.

PS: deixo uma interessante e simples explicação para a Potência real, aparente, reactiva e factor de potência  – http://www1.eere.energy.gov/industry/bestpractices/pdfs/mc60405.pdf

 

 

6 thoughts on “Gadgets: Ainda o medidor de consumos energéticos Envi da Current Cost – Parte II

  1. Viva Edgar,

    Estava a pensar comprar uma coisa destas e lembrei-me de ter visto aqui que tinhas comprado uma e talvez me pudesses ajudar a esclarecer umas coisas: o output XML é dado por quem, a unidade que esta no contador ou a móvel? E outra coisa: o meu principal interesse (um dos, pelo menos) é saber a que horas é feito o consumo (não só para identificar os “culpados” mas também para ter um perfil de consumo bem definido) e não consegui perceber bem qual é o outuput a que temos acesso… é possível ter acesso às leituras detalhadas com a amostragem de 6s ou para isso temos de ter lá um outro dispositivo sempre ligado?

    Acho que tenho de ir buscar a NSLU2 e perceber se tem arranjo ou se ficou mesmo sem usb…. ou então é a desculpa perfetia para arranjar um arduino! 🙂

    Abraço,
    Rui.

  2. Viva Rui,

    o XML é dado pela unidade que têm o display. A que está no contador comunica com essa a base, que pode agregar vários canais.

    O output que sai do interface série é esse que vês na imagem acima.
    Dá para fazer um dump de histórico do dispositivo através do carregamento numa sequência de teclas, mas se nada fizeres em contrário sai de forma instantãnea aquilo de que estás a consumir. As horas vêm ainda no XML.

    Actualmente tenho isto ligado a um Arduino. Já desliguei a NSLU2.

    Qualquer coisa manda-me um email ou comunica comigo de qualquer uma outra forma que queiras 🙂

    Está tudo bem contigo? Há anos que não te vejo pá!

  3. Viva Edgar,

    Obrigado pelas respostas! Vou mesmo avançar e comprar uma coisa destas. Talvez opte pela versão com OptiSmart que, aparentemente, dá leituras mais precisas. Pode ser que elimine a diferença que mencionas. Vou confirmar se o meu contador é compativel.

    Com a NSLU2 de facto correu alguma coisa mal com as portas USB… chatice, lá tenho de arranjar um Arduino. 🙂

    Sim, já lá vão uns anos! Mas está tudo impec, como sempre! Um dia destes tomamos um café para pôr a conversa em dia. 🙂

    Abraço!

  4. Boa tarde Edgar.
    Em primeiro parabéns pelo blog.
    Conhecia o seu blog porque costuma andar pelo planet geek e agora vim aqui ter porque andava à procura de informação sobre este Envi.
    Diga-me pf se souber, os valores em custo apresentados são fiáveis?
    Há como configurar? Eu nunca liguei muito ao meu consumo energético, mas agora com este bicinho (oferecido) fiquei om curiosidade.
    Obrigado.

  5. Boa tarde João Paulo,

    não são de todo exatas iguais ás da EDP, no entanto consegue ter uma boa aproximação e perceção dos consumos.

    Dessa forma já dá para moderar alguns hábitos excessivos de consumos.

    Pelo menos , é como o usamos cá por casa.

  6. Pingback: Connecting a Current Cost Envi to Arduino | /home/edgardurao

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *