Estatísticas e os Sem-Abrigo

Artigo a não deixar de ler.

Uma visão diferente, num artigo do Público sobre uma realidade que tantos ignoram , e querem ignorar.

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/semabrigo-escondidos-nas-ruas-e-nas-estatisticas-1574936?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+PublicoRSS+%28Publico.pt%29

Caricata é a definição do INE para o caso, e que leva a que sejam apenas contabilizados 696 sem-abrigo em Portugal.

O INE considera sem-abrigo “toda a pessoa que, no momento censitário, se encontra a viver na rua ou noutro espaço público como jardins, estações de metro, paragens de autocarro, pontes e viadutos, arcadas de edifícios entre outros, ou aquela que, apesar de pernoitar num centro de acolhimento nocturno (abrigo nocturno) é forçada a passar várias horas do dia num local público”.

De fora ficam “as pessoas a viverem em edifícios abandonados; as que, não tendo um alojamento que possa ser classificado de residência habitual, no momento censitário estavam presentes em alojamentos colectivos como hospitais, centros de acolhimento, casas abrigo”, as que estão a viver com amigos ou familiares por não terem casa e as que vivem em abrigos naturais, como grutas.

One thought on “Estatísticas e os Sem-Abrigo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *