Google ChromeCast

Foi em 2013 que a Google lançou o Google ChromeCast. A visão era simples: tornar qualquer TV numa SmartTv. Um pequeno dispositivo que se liga na porta HDMI de uma televisão, e que permite a transmissão para o mesmo de conteúdos, a partir do Google Chrome ou outros dispositivos cujas aplicações que lá corram o suportem. E foi assim que começou, em Julho de 2013 a ser vendido nos US a um preço de 35$.  Em Outubro de 2013 ainda foi possível encomendar o Chromecast na Amazon, por lapso, o que rápidamente foi cancelado, deixando assim o dispositivo fora de Portugal.

Com a saída dos Nexus na Play Store em Portugal, surgiu assim algo que se esperava para acontecer: o ChromeCast ficou disponível na Europa, e no dia 19 podia-se ler que Portugal era um dos países oficialmente suportado, aceitando a Amazon.es encomendas para entrega a partir de 24 Março, e a Amazon.co.uk encomendas de imediato.

Pois bem, como queria um media player para uma das TV, e eram requisitos algo pequeno, discreto e que não fosse de setup complexo haviam duas hipóteses a ponderar: uma pen Android, sendo a TronSmart uma opção por 46€ mais eventualmente a lotaria da alfandega ou o ChromeCast que agora se afigurava como uma possibilidade.

E assim lá foi, decidi-me pelo ChromeCast. Não ficando pelos 35$, mas sim por uns 35€ (25€ + impostos), e alguns dias depois lá chegou, via MRW.

Dentro da caixa, além do Chromecast, um Cabo Usb para ligar ao ChromeCast, um extensor HDI, e um pequeno transformador com uma tomada formato UK. Não critico dado que planeava apenas ligar o dispositivo via USB á TV usando uma porta de serviço na mesma, que assumi que tivesse uma tensão tipica de USB (e estava correto!).

Basta ligar o dispositivo, seleccionar a entrada de Input correta e fazer o setup, com a app para Android, ou no PC. Como tinha dito acima será necessário alimentar o device via USB caso a porta HDMI não suporte a especificação 1.4+ MHL (o que não era o caso).

O Setup é discreto, e mesmo num sitio escuro apenas se vê por vezes uma luz branca mais intensa no arranque do dispositivo. Em termos de ligação, o chromecast parece inicialmente antes do setup emitir num SSID Chromecastxxxx ao que o smartphone se liga para fazer o setup do mesmo, ie, dar-lhe as definições da rede wifi onde se vai emparelhar o dispositivo de forma a todos os dispositivos estarem na mesma rede Wifi. Recomenda-se Wifi com norma N, segundo li, e penso que se percebe bem o porquê – fazer streaming de internet a 1080p para o ChromeCast usando um Android como uma bridge implica alguma largura de banda no Wifi, o que em G será algo relativo. Claro que reproduzir um conteúdo local será certamente menos puxado.

Em termos de setup, tive alguma dificuldade em o fazer com o meu router Thomson TG799 (operador MEO), tendo inicialmente desativo a “advanced security” do Upnp, e a coisa lá parece ter (semi)funcionado tendo o dispositivo sido colocado na rede wifi de casa. Noutra discussão que acompanhei numa mailing list, dizia-se que era necessário ativar o multicast na rede Wifi, que permite que os aparelhos em Wifi falem entre eles. Não sei se ajudaria ou não, mas també, o acabei por fazer, acabando também por reativar a enhanced security do UpnP que já têm tantas vulnerabilidades…

A partir daqui é relativamente simples. Basta escolher algo no YouTube e clickar no icon de “Cast” – segundo da direita – e o conteúdo passa a ser reproduzido na TV.

A escolha de conteúdos é muita, e depois disto, nada mais na TV será o mesmo. Uma dumb tv fica assim internet enabled, e conteúdos não faltam pelo Youtube, mesmo coisas que nunca pensei possíveis como um concerto da Pink com uma qualidade brutal!

Uma das minhas ideias iniciais era o uso do XBMC com o chromecast. Tal é possível usando uma app chamada Avia que mediante a compra de uma “in app purchase” liberta o poder para fazer o cast para o CC (ChromeCast) que por cerca de 2€ torna assim possível ver conteúdos do xmbc na TV.

Isto consegue-se substuindo o player default do Xbmc pelo Avia, e depois fazendo o cast. Infelizmente legendas são algo que o player faz localmente, e o Avia não sabe gerir. Assim a não ser que as legendas estejam já embebidas no vosso video, o mesmo chega ao Chromecast sem legendas.

Há algumas opções para contornar isto, sendo uma delas o uso de uma fantástica app chamada “LocalCast” que permite a adição de legendas em tempo real. Com alguns pequenos bugs, mas muitas possibilidades é de facto fantástica, e é gratuita, podendo por um pequeno donativo serem tirados anúncios (que ainda nunca vi).

E desta forma se constrói assim uma TV internet enabled, para visualização de conteúdos na cloud.

Muitos podem argumentar que a pen android seria melhor – podia ser certamente. Mas em termos de simplicidade e just Play n´Go a solução do Google parece-me bater o ter uma pen, com um SO completo a correr na mesma, e todas as questões daí inerentes.

Conteúdos como os do google movies, music, ou NetFlix (chegasse cá ele) ficam assim á distância de dois dedos.

 

4 thoughts on “Google ChromeCast

  1. Boa tarde, no sábado trocaram o router que tinha anteriormente ( o thomson branco da MEO) pelo modelo que refere. O meu chromecast deixou de funcionar. Precisava de umas dicas para o pôr a funcionar. Do género “instruções” 🙂 Obrigado.

  2. Preciso de ajuda na instalação do chromcast. Quando me mudaram o router para o modelo do post. Deixou de funcionar para grande pena minha. Obrigado.

  3. Rui,

    nas propriedades da ligação Wireless, que são acessiveis no browser da rede, clickando sobre a antena dá para ativar a opção multicast.
    No meu caso desativei ainda a “enhanced security” do UpNP – mas não sei se é necessário fazer isto – mas ajudou no emparelhamento do Chromecast com a rede wifi – Toolbox – UpNp – Desativar Enhanced Security (mesmo por baixo de Ativar UpNP). Após o setup feito voltei a ativar.

    As instruções são de cabeça. Se não ajudar diga que procuro os locais exatos.

  4. Boa tarde, recebi hoje o meu é não consigo completar, no final já depois de mudar de rede, diz…. Não foi possível comunicar com o Chromecast e depois manda para uma página a dizer para desativar o isolamento do ponto de acesso do router da meo (Thomson TG799vn)
    Não sei o que fazer….

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *