Epson Connect

Estamos em 2016, e já lá vão uns anos sem impressora, pelo que muito mudou neste campo.

No final de 2015, após pagar dois euros por umas fotocópias junto à Segurança Social decidi comprar novamente uma impressora para tratar dos papéis paras as várias instituições que me pediam relativas ao M (isto de ter um bébé consome papel, neste caso de imprimir!).

Após tentativa de ressuscitar a minha velha HP, acabei por comprar uma Epson básica, com scanner, e vários tinteiros, e wi-fi, o que por 55€ acho que foi um bom negócio, e confrma que o mundo mudou muito (ainda me lembro da primeira Epson LQ100 de agulhas que tive, e depois uma HP 640c, até em que 2006 veio uma HP Photsmart bá blá…) – muito mudou.

Esta não é rápida, e em fotos não é nada de especial mas não era a isso que se destinava, e especialmente queria algo mais económico para fugir dos preços abusivos dos tinteiros da HP.

A impressora têm um interessante serviço que na altura não experimentei: o Epson Connect – alguém manda algo para um email e voilá a coisa imprime-se.

E quando eu digo voilá, é mesmo assim. Ontem tive alguém que me pediu para imprimir algo, e ligar pc, ver o email e tal, lembrei-me disto.

Hoje experimentei, e foi isso. A ideia de ter isto aberto ao mundo e se descoberto ter a impressora potencialmente a imprimir os Lusíadas não me agrada.

Esperava algo mais avançado, com aprovação numa queue, mas não… é só assim. Ou então por endereços de email em Whitelist.

E lá configurei uma whitelist …. não vá um dia chegar a casa e ter um novo exemplar dos Lusíadas no escritório.

Esperava um pouco mais… estamos em 2016.