De volta ao Worpress….

Bem sei que ainda há pouco tinha mudado de casa para o Sapo mas no entanto decidi sair.

Apesar do bom serviço prestado pelo Sapo, especialmente gratuito, fácil, estar integrado numa excelente e intuitiva plataforma, inovadora e gerida por excelentes equipas técnicas, decidi voltar ao WordPress.

Sempre gostei bastante do WordPress, e aliado ao facto do poder modificar e mexer á minha maneira é uma grande mais valia.

Apesar de que no Sapo muita coisa podia ser personalizada, uma das coisas que me fez repensar a mudança é o facto de não poder sair de lá em “dois cliques”.

Apesar de ser possivel pedir uma exportação do blog, que seria manual segundo encontrei pela web, não tenho o poder e flexibilidade de aceder a bds e funcionalidades de import / export.

Por tudo isto, e porque já perdi muitas das coisas que escrevi no passado em mudanças, mesmo muito da minha escrita ser lixo, tenho muito carinho por ela, meti mãos á obra, migrei o export que tinha de Novembro do WordPress e migrei manualmente os posts que tinha escrito na plataforma de blogs do Sapo … uff ! 🙂

Assim aindas antes houve que repensar em voltar para um hosting provider.

Pesaram dois: A Esoterica (o meu anterior hosting) com aquele plano maravilhoso de 12 EUR por ano, e o Webtuga com um semelhante plano, mas com menos espaço, e limites de tráfego mensais.

No entanto decidi aproveitar uma promo de Natal destes últimos em que dão cerca de 600 megas de espaço, e ainda – a principal benesse para mim-  addon domains não contabilizados: isto é, posso ter vários dominios alojados no meu plano, e sem me chatear muito, o que habitualmente é sempre contabilizado e razão de mudança para outro plano de alojamento acima: o plano da Esotérica dá para um, e um plano para três dominios custa trinta euros. Na Webtuga o plano base por 12 euros dá para um dominio apenas também.

Não é que óbviamente queira abusar, mas quantas vezes já tive necessidade de alojar pequenos sites, seja para testes, ou pequenas brincadeiras, e que por só ter um dominio ficam como sub-dominios do durao.net…..

 Ainda relativamente ao WordPress, temos inúmeras novidades nesta versão 2.7 conforme se pode ver abaixo, na informação disponivel no site da comunidade WordPress-PT, e especialmente que me agrada devido a possivelmente ter de ser a última vez que faço upgrade manual ao WordPress !

O anúncio oficial diz:

“A primeira coisa que salta à vista é o novo painel. Foram ouvidos com muita atenção todos os comentários à versão em desenvolvimento que resultou de um estudo aprofundado sobre a ergonomia, design e performance da futura versão 2.7. Tudo o que pode ser feito no painel é agora mais rápido e à distância de menos cliques.

Há também novas funcionalidades, discretamente espalhadas por todo o interface, tais como a possibilidade de mover os seus blocos de um lado para o outro, QuickPress, comentários em formato de discussão e paginados, a resposta a comentários directamente no painel, a instalação de plugins com um único clique, posts fixos e muito mais.

Note-se ainda que todos os écrans são personalizáveis. Imaginemos que nunca lhe importa ver o autor nas listagens de posts — basta clicar em “Opções deste Écran”, desligar a opção e a informação deixa de aparecer nas listagens. O mesmo comportamento aplica a qualquer módulo no painel principal ou nas páginas de edição e criação. Se o seu monitor for estreito e o menu estiver a ocupar demasiado espaço horizontal, clique na seta para minimizá-lo para o tamanho de um ícone, vá à página de edição e arraste todos os módulos do lado direito para a zona do meio para maximizar a sua área de edição. (eu, por exemplo gosto de esconder tudo excepto categorias, tags e o módulo de publicação ao escrever. Categorias e tags vão para o lado direito e o módulo de publicação por baixo da área de edição).

Veja este vídeo de introdução à 2.7 (também disponível em HD e full screen):

É tudo virado para o utilizador. É a próxima geração do WordPress a quem demos a honra de se chamar John Coltrane e de que pode fazer o download agora..

Por último, esta pode ser a última vez que terá que fazer uma actualização manual. Ouvimos o quão fartos estão de fazer actualizações por isso agora o WordPress inclui um actualizador automático que não só o informa de novas releases como ainda faz o seu download, instalação e actualização com um único clique.

(Como em qualquer outra mudança de interface, esta também poderá precisar de algum tempo de habituação mas rápidamente verá que tudo é mais fácil e rápido. Mesmo aqueles que odiaram nos primeiros dias dizem-nos agora que já nem sabem como é que faziam antes)”

One thought on “De volta ao Worpress….

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *