Homens da Luta vencem Festival da Canção

Ontem quando passei pelo canal 1 estava a dar estes “pseudo” vencedores. Sinceramente não acho grande piada ao festival da canção, e realmente não percebo porque temos tão boas músicas Portuguesas, mas a representação é sempre fraquinha.

Ontem quando vi estes vencedores fiquei precisamente mais uma vez com essa sensação… mas mais ainda!

Não que tenha nada contra os artistas, porque certamente têm o seu brio: compuseram uma música, com todo esse trabalho, conseguiram tudo o resto, e acima de tudo tiveram a inteligência de conseguir uma com que ganhassem o dito festival. Uma espécie de vitória psicológica obtida com recurso à paródia.

Vídeo:

Pressinto que estamos a cair no ridiculo. Tal como o Brasil votou no palhaço Tiririca como forma de protesto, parece-me que se está a fazer isto por cá. A prova disso é como esta canção ganhou o festival. Contráriamente ás escolhas de pessoas acreditadas e com provas dadas que constituíam o júri distrital, o povo por telefone escolheu uma outra música, um pouco à Big Brother ou Casa dos Segredos.

Se nem nós próprios somos sérios como queremos que os outros lá fora nos olhem como sérios e nos respeitem?
Sinceramente o meu receio é que isto se espalhe à política e qualquer dia tenhamos governantes a decidir os destinos destes país só porque os elegeram “just for fun”.

Basta ler umas notícias por aí e acompanhar as redes sociais e vê-se que há muita gente a comentar precisamente isto. Uns criticam, outros apoiam, mas claro cada um têm direito às suas opções.

In Sábado Online

A canção ‘Luta é Alegria’, dos Homens da Luta, venceu o Festival RTP da Canção graças ao voto telefónico, depois de os júris distritais terem dado vantagem a ‘São os Barcos de Lisboa’, do cantor Nuno Norte..

A letra da canção vencedora, preferida por 28 por cento daqueles que votaram pelo telefone, foi escrita por Falâncio, que anunciou a presença dos Homens da Luta na manifestação da Geração à Rasca, que irá percorrer as ruas de Lisboa no próximo dia 12.

Os Homens da Luta irão representar Portugal em Dusseldorf (Alemanha) a 5 de Maio, garantindo que o Festival da Eurovisão irá ouvir cantar “contra a reacção”.Assim que soube qual a música vencedora, ouviram-se apupos da plateia, que esvaizou rapidamente o Teatro Camões, em sinal de protesto pela escolha. Já os restantes concorrentes do festival aceitaram calmamente a vitória dos Homens da Luta.

Basta repara como uma fantástica música dos Deolinda que foi considerada como o ícone de uma geração foi rápidamente substituída por esta versão dos mesmos autores que agora ganham o festival, para se perceber a apetência de algumas pessoas por este género de ridicularização.

Vídeo: Que parvo que eu sou – Homens da Luta

Agora comparem com isto..

Qual é a forma mais inteligente de passar a mensagem?

O * da diferença

Duas fotos tiradas pelo meu colega João J. em Lisboa a um mural pintado para a Greve Geral de 24 Novembro 2010.

Achámos tanta piada ao * tal qual anúncio publicitário que aqui ficam as fotos.

Quase em tudo semelhante a anúncio a um produto financeiro, convêm ler todos os asteriscos.

O fim das negociações do Orçamento de Estado 2011

Acabo de ler via Jornal de Negócios que as conversações chegaram ao fim.

Independentemente das versões, o que me entristece é a posição inflexivel.

Temos um Governo autoritário, bem ao estilo habitual, e que insiste em querer mandar sozinho, quando não têm maiorias.

O ministro das Finanças garantiu hoje que se não houve acordo com o PSD foi porque lhe foram apresentadas propostas que não garantiam a redução do défice para os 4,6% prometidos a Bruxelas para 2011. Acusou ainda os sociais-democratas de quererem “esconder” despesa no Orçamento do Estado para o próximo ano.

Aliás, sinceramente não percebo mesmo para que servem os restantes partidos, se apenas um têm a postura do quero posso e mando.

Por mim, e indo mais além da minha ideia que deveriam reduzir os deputados para os 180 minimos que a constituição permite, deveriam eram dispensar todos os restantes excepto o partido que governa…. não ia dar tudo ao mesmo?

Teixeira dos Santos acusou ainda o PSD de ter entrado nestas negociações “a contra-gosto”. “Não veio por vontade própria, mas porque não pôde ignorar a pressão que lhe foi imposta”, disse o ministro, referindo-se implicitamente a Cavaco Silva, que entretanto convocou o Conselho de Estado para esta sexta-feira.

Catroga queixou-se ainda de o ministro das Finanças ter faltadoao prometido e tê-lo deixado ontem “a secar” e “sem qualquer contacto”, após possivelmente ter falado com o primeiro-ministro.


“Até ontem, eu ainda achava possível um acordo”, mas “depois de estar aqui a secar quatro horas, tive um problema familiar e fui para casa. E hoje apresentou-me [Teixeira dos Santos] uma contra-proposta final, que não era passível de negociação”. E neste contexto “sou obrigado a chegar à conclusão que, perante esta posição inflexível do Governo, a minha função deixou de fazer sentido”, disse no Parlamento, encerrando um ciclo fracassado de cinco dias de negociações com a delegação do Governo.

Para mais, basta consultarem um qualquer jornal, ou mesmo online. Penso que informação não vos faltará por aí…. os próximos dias serão ricos nela, e imagino que encherão páginas de jornais.

O País, Hipers & Domingos

Não tenho postado muito, por falta de tempo, mas além do orçamento, de crise, de greves, misérias, da operação da minha gata, nada de bom têm acontecido.

Só mesmo a AutoEuropa aumentar os colaboradores em mais de 3%, e os hipers passarem a abrir aos Domingos. Claro que há opiniões e opiniões, e quem defenda que isso vai trazer efeitos maus para o comércio tradicional, e quem já denuncie pressões sobre os trabalhadores para fazerem Domingos e não poderem estar com a familia.

Adiante tudo isso, a verdade é que no Decathlon ao pé da minha casa reparei num cartaz enorme a dizer “Aberto ao Domingo até ás 23H”, e especialmente no aviso directamente ao consumidor….

Marketing eficaz hein? Directamente até nós…