O Chrome

Vi por aí recentemente no Revolução Digital um belo gráfico com a eveolução do market share dos browsers, ou navegadores… Isto mostra progressos !

Bem tudo isto para dizer que me rendi ao Chrome…. farto da quantidade de memória um pouco estúpida que o Firefox usa,  vou por agora experimentar o Chrome. Apesar de o já ter instalado na maior parte dos PCS , não o usava, mas agora passou a ser o meu browser de uso diário em detrimento do Firefox.

Quer dizer… este e o IE6 que preciso de usar para uma certa aplicação…. Enfim. Ainda não desisti de um dia a ver a funcionar no IE8…. mas soluções para isso parece estarem distantes.

Agora é adaptação, sendo que até estou a gostar bastante. Visualmente “clean” parece bem rápido e um pouco menos gastador de memória que o Firefox.

MSE – A dificuldade em instalar

Reinstalei o pc Desktop recentemente (tinha feito no lançamento do 7 um upgrade de Vista para 7, e dado não ser um clean install ficou por aqui muito lixo), e decidi desta vez dar uma oportunidade ao Microsoft Security Essentials de ser o AV cá da zona. É simples, leve e acima de tudo gratuito.

É de facto complicado de instalar… pelo menos para Portugal. Em IE8 é mesmo dificil:

mse_ie8

Já com o Firefox, o arqui-inimigo do IE8 é fácil:

mse_firefox

E pronto… voilá! Validar a cópia do Windows 7, instalar e usar. A Microsoft deveria agradecer ao Firefox 🙂

Google Chrome vs Firefox vs IE

Hoje é dia de novo browser. Em dia que tudo fala do Chrome, do seu aspecto, e de tudo o resto, nomeadamente a rapidez como desapareceu uma página do google acerca do dito browser, e que o próprio google indexou, assim como a própria cache do Google da mesma página gostaria de ir mais além.

O que será expectável deste novo browser. Será que é ele que vai acabar com o IE ? E o que será que irá acontecer ao Firefox.

Poderosa como é a máquina do google penso que não deveremos ter de esperar muito até ter uma grande fatia de utilizadores convertidos.

O futuro? Bem daqui a um ano / dois anos veremos. Mas o certo é que o gigante Google não entra nas corridas para perder. Penso que irá ser uma nova era, numa onda de euforia bem superior ao Firefox. A ver para crer no futuro.