Meo Online Beta

A PT divulgou hoje o novo serviço MEO Online, ainda em Beta. É um novo serviço que irá permitir alugar e visualizar conteúdos do Meo Videoclube, assim como ver canais de televisão num computador dotado de serviço de Banda Larga.

É um serviço inovador, sendo o primeiro serviço de televisão online em Portugal, gratuito durante a sua fase beta.

No site do MEO está disponível um formulário de registo a partir do qual serão seleccionados 100 beta testers para o serviço.

Não é necessário ser cliente MEO para se registar.

São condições para participação na experiência Beta do MEO Online que o Utilizador tenha um acesso à Internet com largura de banda mínima de 1 Mbps, disponha de um computador pessoal com os seguintes requisitos mínimos: sistema operativo – Windows XP/Vista ou Macintosh10.x, Browsers suportados – IE6, IE7, IE8, Firefox e Safari, Processador Pentium ou equivalente/similar, memória: 128MB, software Silverlight.

E este Silverlight nas “especificações” deve dizer concerteza que este sistema vai tirar partido das maravilhas do Silverlight para trazer vídeo até aos nossos desktops/laptops em breve.

Configurar o Comando da MeoBox com a TV/LCD

Para que nunca mais me esqueça disto aqui fica:

Ficar a carregar em “TV/STB” até o led TV piscar 2 vezes-Após o led TV piscar, carregar nos seguintes números: “001” (o led TV irá piscar de novo 2 vezes)

-Agora basta ficar a carregar no botão de desligar até que a televisão em questão desligue

-Quando a televisão desligar, para aplicar as definições, basta carregar “OK”.

– Experimentar todas as funcionalidades do telecomando

-Caso não esteja tudo correcto repita o processo até corrigir

Também funcionou carregando várias vezes no Power em vez de estar sempre a carregar. Dado que ao deixar lá o dedo os códigos avançam sozinhos, no meu caso quando era escolhido o código, enviava o sinal e a TV desligava já tinha passado para o próximo. Assim carregando várias vezes ficou resolvido.

Funcionou relativamente bem para um LCD Samsung série 6.

Existe ainda a lista de códigos na MeoWiki do Eduardo Balsa – http://meo.ebserver.org/wiki/index.php?title=Telecomando

ITED & ATI & Wired

Finalmente… este é o primeiro post que escrevo do meu desktop, agora já wired !

Com a casa nova veio uma instalação telefónica de acordo com o projecto ITED que é como que diz, rede em toda a casa, com uma tomada RJ45 em cada divisão.

Claro que é aqui que tudo começa: na minha opinião que faz estas coisas não as pensa para redes de dados, e pronto – deviam ter mais tomadas RJ45 por sala, mas para poupar nos custos, e necessidades não necessárias á maioria dos mortais….. ficam assim, que é como quem diz manetas, pelo menos para quem têm dados e voz em casa, que é como quem diz, um geek “destas coisas das informáticas e dos computadores”.

Dado que tenho MEO, a opção era colocar o router junto á MeoBox, que está junto á TV na sala ocupando assim o ramal quadro ATI <-> Sala.

Ora a solução foi, para mim “martelar” aqui um pouco a instalação, sem passar cabos ou outras coisas estranhas: Pegar num alicate de cravar fichas, uns quantos metros de cabo UTP para fazer uns cabitos, umas fichas RJ45 e RJ11 e mãos á obra.

– Sinal POTS entra no quadro ATI vindo da rua, e é injectado nos condutores 4 e 5 e transportado até ao router do MEO, usando uma espécie de Y no ATI: numa extremidade está uma RJ11 (que liga aos condutores 4 e 5 da tomada RJ45 que liga á sala), e na outra extremidade está uma ficha RJ45 como a abaixo que aproveita os restantes pares para receber o sinal ethernet do router da dala e entregar a outra divisão da casa.

– Conforme era de esperar, o retorno do sinal a 100 Mbps é feito nos restantes condutores do cabo UTP (em 100Base-TX dois pares não são usados).

– No ATI esse retorno é apanhado e ligada a extremidade RJ45 ao ramal que vai para o Desktop.

RJ45

rj45wiring

No meio de tudo isto ainda sobre um par dentro dos cabos UTP… 🙂

Claro que usar Gigabit Ethernet cá em casa para já está fora de questão, mas também não se justifica mesmo. No futuro quem sabe.

Em breve e talvez já com a fibra talvez o cenário mude, mas julgo que aí necessito mesmo de passar mais um cabito pelas tubagens.

Para já fica assim…. vamos lá ver que tal se dá esta mistura dados/telefone num mesmo cabo UTP e se não causam interferências uns nos outros.

Para recordar: O Benfica vs Nápoles no Sapo

andava eu aqui entretido com o OpenId e o Sapo até que bati neste texto no blog do Celso Martinho já algo antigo, mas que não deixa de ser deveras interessante.

dnsapopt_20081004_cartoons_bandeira

[Imagem DN – Cartoon de 4-10-2008]

Referente ao Benfica vs Nápoles,  estive a ler, dado que até ao momento desconhecia a magnitude de toda a infra-estrutura que tinha sido preparada para esta transmissão, e após tal podemos constatar todas as maravilhas técnicas feitas pelas equipas da PT para levar pela Internet fora este jogo até todos:

Algumas estatisticas que podem ser vistas em detalhe visitando o blog:

“- 16 servidores com 3Gb/s de capacidade e mais de 4500 streams em alta qualidade e H.264, cada um.

– Infra-estrutura de rede local capaz de debitar 40Gb/s.

– Ultrapassámos os 60.000 streams em simultâneo na segunda parte do jogo (não ultrapassamos antes porque fomos conservadores e fomos abrindo a torneira ao longo do tempo). Usámos Flash9 com H.264 e streaming em rtmp.
– Mais de 270.000 pessoas tentaram ver o jogo.”
Um post interessante a ler, onde o Celso conta algumas curiosidades, e resultados, decorrentes da transmissão do jogo do Glorioso, que podem desde já servir para tecerem algumas opiniões próprias acerca da “internet” em Portugal, agora que cada vez mais se fala na fibra…. dado que a bolha está prestes a rebentar. Vejamos como será o próximo ano.