É Natal, é Natal

No meio de doidos que se atropelam nos centros comerciais, lojas, e tudo o que geralmente é grande superficie – incluindo as estradas, decidimos hoje feriado, aproveitar e montar a árvore dado que a quadra natalícia está a chegar.

Não é própriamente a Árvore da Zon, mas é a nossa e a que nos vai acompanhar durante os próximos 37 dias cá por casa, e já têm até uma prenda.

Lembro-me quando era pequeno adorava fazer a árvore, depois perdeu-se o costume, recuperou-se alguns anos mais tarde, e apesar dos valores mudarem, e da sociedade consumista também ter mudado imenso, a magia da pequena árvore a piscar mantêm-se !! Pronto…. agora têm um temporizador que a liga e desliga sem nós puxarmos a ficha, mas é quase a mesma coisa.

DSC02376

Votos para todos de um excelente Natal e de um próspero Ano Novo.

Nota Ambientalista: nenhuma árvore foi abatida de forma a se conseguir este feito. A nossa árvore é completamente de plástico made by IKEA, salvo melhor opinião quanto ao fabricante em causa (pelo menos é o que está na caixa – quem a fez realmente já não sei 😉 ).

Apenas a curiosidade de duas gatas foi “espicaçada”, dada a confusão de efeitos e luzinhas ser uma grande atracção para as nossas amigas de rabo eriçado 🙂

Feliz Natal

Para fechar as hostilidades aqui no blog (semelhante a como diz o Artur Casaca) , desejo a todos um óptimo e Feliz Natal, e com muitas prendinhas : baratuchas porque este ano o Pai Natal está a viver a crise porque foi despedido : a empresa onde trabalhava faliu, devido a ter feito largos investimentos nos fundos do Madoff, e também dado os investimentos no BPN não terem ajudado, apesar de este ter sido nacionalizado o que minorou os estragos. No entanto não se salvou.

Para complicar ainda mais, as economias do Pai Natal estavam no BPP tendo ficado retidas, tendo já apresentado queixa formal com mais alguns clientes contra o banco

No meio de tudo isto o bom é a Euribor continuar a baixar, e espero eu que entremos no novo ano com a Euribor a 6Meses já abaixo dos 3%.

 

Certo que não vivemos num mundo perfeito, mas cabe a todos nós fazermos algo por ele, de forma a torná-lo um agradável sítio para viver: relembrando as velhas máximas para a quadra festiva que se aproxima, convêm sempre recordá-las:

Se Conduzir não beba, e especialmente modere a velocidade. Além de pensar em si e nos seus, pense também nos outros que poderão ser prejudicados com eventuais erros seus.

Quanto ao blog, prometo regressar em breve, talvez no fim de semana.

Um abraço

untitled2