Estrada Nacional 2 – Uma viagem por Portugal – Dia 1

Na sequência do post anterior, assim continuámos com saída de Almada pela manhã de Sexta dia 2 de Agosto, com chegada a Chaves à Residencial São Neutel onde imaginava que só iria querer um banho quente e uma cama para dormir – na realidade não foi assim mas já lá vamos mais para o final do post .

A saída ocorreu sem grandes demoras, alguma bagagem na maioria roupa, algum dinheiro para os imprevistos (não ando com dinheiro habitualmente – só cartões), telemóvel do dia a dia, telemóvel do GPS com dados “full loaded”, uma garrafa de água e pouco mais. As malas laterais da NC viram neste dia a sua primeira grande utilização (nunca tinham sido usadas na mota, e só andaram nela em Nov. 2018 do stand até casa). Coube tudo, sem espinhas!

A primeira paragem ocorreu a meio do Eixo Norte Sul para o primeiro atestar de depósito – com uma autonomia de 300KM, seriam certamente precisos dois depósitos para toda a viagem a efectuar no primeiro dia. Seguiu-se uma paragem na Arruda dos Vinhos para uma visita à avozinha que estava no lar – seria efectivamente o primeiro ano que não passaríamos o aniversário juntos desde que me lembro (e infelizmente foi mesmo o último dado que a minha avó acabou por falecer algumas semanas mais tarde).

Após isto vinha o almoço, e já tinha mais ou menos agendado as coisas para uma paragem para almoço na minha Santarém – o local seria o Pingo Doce.

Tinha prometido a mim mesmo uma refeição light para a viagem, dado que até fazer uma espécie de “dieta” era algo que estava nos planos. O orçamento para a viagem estava definido +- e as opções de refeição em similares ao Pingo Doce eram uma ideia, tendo aqui um belo de um salmão grelhado sido a opção.

Findo o almoço seguiu-se uma rápida passagem pela Escola Secundária Sá da Bandeira, o antigo Liceu para uma visita rápida, uma foto dado que as cores do edíficio estavam mesmo convidativas a tal e preparar para a parte “exaustiva” da viagem.

Continue reading