Estrada Nacional 2 – Uma viagem por Portugal – Dia 1

Na sequência do post anterior, assim continuámos com saída de Almada pela manhã de Sexta dia 2 de Agosto, com chegada a Chaves à Residencial São Neutel onde imaginava que só iria querer um banho quente e uma cama para dormir – na realidade não foi assim mas já lá vamos mais para o final do post .

A saída ocorreu sem grandes demoras, alguma bagagem na maioria roupa, algum dinheiro para os imprevistos (não ando com dinheiro habitualmente – só cartões), telemóvel do dia a dia, telemóvel do GPS com dados “full loaded”, uma garrafa de água e pouco mais. As malas laterais da NC viram neste dia a sua primeira grande utilização (nunca tinham sido usadas na mota, e só andaram nela em Nov. 2018 do stand até casa). Coube tudo, sem espinhas!

A primeira paragem ocorreu a meio do Eixo Norte Sul para o primeiro atestar de depósito – com uma autonomia de 300KM, seriam certamente precisos dois depósitos para toda a viagem a efectuar no primeiro dia. Seguiu-se uma paragem na Arruda dos Vinhos para uma visita à avozinha que estava no lar – seria efectivamente o primeiro ano que não passaríamos o aniversário juntos desde que me lembro (e infelizmente foi mesmo o último dado que a minha avó acabou por falecer algumas semanas mais tarde).

Após isto vinha o almoço, e já tinha mais ou menos agendado as coisas para uma paragem para almoço na minha Santarém – o local seria o Pingo Doce.

Tinha prometido a mim mesmo uma refeição light para a viagem, dado que até fazer uma espécie de “dieta” era algo que estava nos planos. O orçamento para a viagem estava definido +- e as opções de refeição em similares ao Pingo Doce eram uma ideia, tendo aqui um belo de um salmão grelhado sido a opção.

Findo o almoço seguiu-se uma rápida passagem pela Escola Secundária Sá da Bandeira, o antigo Liceu para uma visita rápida, uma foto dado que as cores do edíficio estavam mesmo convidativas a tal e preparar para a parte “exaustiva” da viagem.

Continue reading

Campeonato de Skate Amador em Santarém

Divulgação de email recebido relativo ao evento Campeonato de Skate Amador em Santarém


Print
Olá a todos,

Aqui segue o cartaz do Campeonato de Skate Amador que conta com o Apoio da
Câmara Municipal de Santarém e da Clone [ www.clonethisbrain.com ] que está
a decorrer este fim-de-semana no skateparque de Santarém.

Aproveito para relembrar que no fim-de-semana seguinte, no âmbito do
Scalabis Urbe [ visitem www.scalabisurbe.com ] haverá mais um campeonato mas
inclusive aberto a profissionais e com um prize-money de 300 euros e muitos
prémios. Já estão confirmados para competir os melhores skaters nacionais.

Em ambos os eventos haverá muita música, espectáculo, emoção e convívio como
é apanágio no skate.

Tudo do melhor,

Artur Casaca

——————————

———————-
|| A)(C || www.myspace.com/arturcasaca
—————————————————-

O fim da cerveja Cintra ?

cervejacintra_1174527237

Sendo que sou de Santarém, especificamente de uma localidade perto desta fábrica, é com alguma tristeza que vejo este projecto morrer, ou pelo menos cada vez mais a caminhar para o fim.

Nascida em 2002, dum projecto “megalómano” do empresário Sousa Cintra (Quando investiu numa fábrica de cervejas em Santarém, Sousa Cintra afirmava que queria conquistar 10 por cento de quota de mercado nos anos seguinte), a fábrica foi vendida por este á Drink In, sendo que a sua saúde se têm deteriorado ao longo dos anos.  Com este remate, talvez seja o final….

Dona da cerveja Cintra entrou em processo de insolvência A Drinkin, empresa que detém a cerveja Cintra, entrou em processo de insolvência com dívidas de 82,9 milhões de euros. Sindicato diz que trabalhadores estão apreensivos.”

Noticia completa no Público

“Apagão Informático” na Câmara de Santarém

Isto até têm piada, tirando o facto de eu ser de Santarém….
Não consigo conceber como é possivel chegar a isto. Até um mero desktop pode ter sistemas de segurança para proteger a informação hoje em dia, isto com uns miseros trocos. Agora num múnicipio como Santarém…

A notícia via Público

“A Câmara Municipal de Santarém foi alvo de um “apagão” informático que originou a perda de milhões de ficheiros, entre os quais documentos relativos à conta da gerência de 2007. “
Noticia completa aqui no Público